Os TEXTOS que se seguem são pura FICÇÃO e qualquer semelhança com a REALIDADE é pura coincidência!
Este espaço permite-me dar-vos a conhecer todo o meu entusiasmo pelas palavras.


df @ 14:12

Seg, 16/02/09

- Espera, Ana!

Era o meu nome pronunciado. Aquele chamamento era para mim, vindo da parte dele.

- Olá! - disse, quando se aproximou de mim. Tinha largado o telemóvel e levantou-se apressadamente para impedir a minha fuga. - Posso-te convidar a ficares mais um pouco?

Apesar de já ter revisto esta situação na minha mente vezes sem conta, diria que estava surpresa, boquiaberta mesmo. Vazia de palavras, apenas abanei a cabeça afirmativamente e acompanhei-o até à mesa. De repente, todas as pessoas, todo aquele espaço se tinha reduzido a nós os dois e àquela mesa do canto.

- Desculpa esta bagunça, mas o trabalho persegue-me. Ou sou eu que o persigo... - disse, baixando o ecrã do computador portátil e empilhando os papéis de forma aleatória em cima de uma cadeira - Para onde quer que vá. há papelada a olhar para mim - continuou - Não é muito bom sinal, pois não?

- Pois... Acho que depende daquilo que fazemos e se gostamos realmente disso - lancei a típica frase de fazer conversa.

- Sim e gosto muito. Eu e o meu irmão - quer dizer, o meu meio-irmão - somos sócios de uma empresa de criação e gestão de sites entre outras coisas. Eu sou responsável por esta parte principal e ele trata das coisas comerciais.

- Parece interessante...

- A tua empresa tem site? Hoje em dia isso é fundamental.

- A minha empresa?! - soltei um ligeiro sorriso de ironia - Sim, a empresa onde trabalho já tem site. Teria de ter, até porque o seu mercado é 80 a 90 por cento internacional.

- Sabes que as pessoas - algumas pessoas - ainda ficam muito relutantes quando se fala desta situação. Mas caminhamos cada vez mais para uma sociedade virtual e cada vez mais somos individualistas, ou seja, se não for preciso sair de casa para comprar determinadas coisas, assim o faremos...

 

O meu telemóvel tocou. Fosse quem fosse, tinha-me salvo de uma palestra pró-tecnologia.

- Ana, estou de volta, amiga - disse-me a voz feminina do outro lado da linha, bastante efusiva.

Pedi-lhe desculpa pela interrupção, mesmo sem ter sido sincera, e levantei-me para falar com a Beatriz.

- Já estás em casa? Porque não me disseste nada? Tinha-te ido buscar ao aeroporto.

- Pois, não te queria incomodar, mas teve que ser. Quero entrar em casa, mas não sei onde pus as chaves... 

 

 

 



DESAFIO

Coloquei-vos há tempos o desafio de darem um TÍTULO à nova história que se irá desenvolver nos próximos meses aqui. Ainda não vos dei muita informação, a não ser que as personagens se chamam Rafael e Juliana e que trabalham na mesma empresa. Conforme vou publicando os posts, certamente irão perceber que há muitos segredos para serem revelados...
Além do título, também espero que deixem nos comentários o vosso feedback.
Obrigado
A Gerência

Rubricas:

Além de uma nova história a decorrer no blog, acompanhem também a nova rubrica do blog 'PERDIDOS E ACHADOS DA VIDA', pequenos textos que incidem sobre... Leiam e descubram...

Pesquisa
 
Contacto
Mail:
contosepontos@sapo.pt
Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
17
18
21

22
23
24
26
27
28


No baú...
2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
Olá obrigada por me adiconares. Gostei mto de ler ...
http://asnossaspalavrasperdidas.blogs.sapo.pt/Novo...
Obrigado pelos elogios.Volta sempre!Quanto ao próx...
Há uns tempos que aqui não vinha . . . nem aqui ne...
Muito bonitas as tuas palavras...também sou uma ra...
Posts mais comentados
3 comentários
2 comentários
2 comentários
blogs SAPO