Os TEXTOS que se seguem são pura FICÇÃO e qualquer semelhança com a REALIDADE é pura coincidência!
Este espaço permite-me dar-vos a conhecer todo o meu entusiasmo pelas palavras.


df @ 13:37

Seg, 16/03/09

Sexta-feira, na maioria das vezes, era sinónimo de reuniões entre as chefias dos vários departamentos. Era necessário verificar a eficácia dos novos funcionários, os resultados dos restantes, se as alterações dos procedimentos (aka burocracias) estavam a ter valores positivos, o balanço final das encomendas, entre outras coisas.

Raramente sexta-feira terminava às cinco e meia da tarde. Efectivamente eram quase sete e eu ainda estava a braços com uma encomenda, que não tinha tecido suficiente para ser terminada, porque a responsável de compras esqueceu-se de comprar. Isto era inadmissível e acho que justificava o despedimento, não visse que o facto de ter uma nova pessoa ali implicava formação, o que nos fazia perder ainda mais tempo, numa altura em que as encomendas eram consideráveis.

Há mais de um ano atrás, quando aceitei o emprego, tinha consciência das enormes responsabilidades, porém não imaginei que fossem acompanhadas por tantas dores de cabeça...

Estacionei o meu carro perto do prédio onde morava. Ficou a poucos metros da entrada principal, suficientes para respirar fundo quando vislumbrei a presença do Miguel, sentado nos degraus.

- Não tínhamos nada combinado, pois não? - perguntei, sabendo de antemão a resposta.

- Não. Mas não te vi no café e vim até tua casa.

- Então esperaste muito. São quase oito horas!

Acabamos por dar ordem de produção à tal encomenda dentro das possibilidades da empresa, tendo a restante sido cancelada pelo cliente. Só esperava que não tivesse sido a última vez que ele nos tivesse contactado...

- Telefonei por duas vezes para o teu trabalho, até que desta última me disseram que tinhas acabado de sair.

- Está bem, então. Vamos subir e encomendar qualquer coisa para comer. Estou faminta. - afirmei.

Fui directa para a sala, onde larguei o casaco, a carteira de pele preta, tirei os sapatos de tacão e me refastelei no sofá, ignorando qualquer comentário até sentir que estava finalmente a ter o descanso merecido.

Ouvi uns murmúrios ao fundo como ingredientes a colocar numa pizza e voltei as minhas atenções para o meu amoroso gato, que roçava a sua cabeça no meu braço direito.

- Daqui a menos de meia hora, vêm-nos trazer a comida - disse o Miguel, depois de se sentar ao meu lado e começar a massajar as minhas costas. - Estás com ar cansado.

- É assim tão óbvio?! - disse, lacónica. A paciência para aturar declarações tão evidentes era diminuta. - Quando chegaste, tocaste à campainha?

- Toquei, mas ninguém respondeu. Porquê?

- Então, a Beatriz já não estava em casa - considerei, mais para mim, do que como contribuição para a conversa.

- Também imaginei que não. Ficaste com ar preocupado. Passa-se alguma coisa?

Encolhi os ombros e expressei um ar de indiferença, que não era verdadeiro.



DESAFIO

Coloquei-vos há tempos o desafio de darem um TÍTULO à nova história que se irá desenvolver nos próximos meses aqui. Ainda não vos dei muita informação, a não ser que as personagens se chamam Rafael e Juliana e que trabalham na mesma empresa. Conforme vou publicando os posts, certamente irão perceber que há muitos segredos para serem revelados...
Além do título, também espero que deixem nos comentários o vosso feedback.
Obrigado
A Gerência

Rubricas:

Além de uma nova história a decorrer no blog, acompanhem também a nova rubrica do blog 'PERDIDOS E ACHADOS DA VIDA', pequenos textos que incidem sobre... Leiam e descubram...

Pesquisa
 
Contacto
Mail:
contosepontos@sapo.pt
Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13
14

15
18
20
21

22
24
26
28

29
30
31


No baú...
2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
Olá obrigada por me adiconares. Gostei mto de ler ...
http://asnossaspalavrasperdidas.blogs.sapo.pt/Novo...
Obrigado pelos elogios.Volta sempre!Quanto ao próx...
Há uns tempos que aqui não vinha . . . nem aqui ne...
Muito bonitas as tuas palavras...também sou uma ra...
Posts mais comentados
3 comentários
2 comentários
2 comentários
blogs SAPO