Os TEXTOS que se seguem são pura FICÇÃO e qualquer semelhança com a REALIDADE é pura coincidência!
Este espaço permite-me dar-vos a conhecer todo o meu entusiasmo pelas palavras.


df @ 15:40

Dom, 30/08/09

- Que rica educação! - ironizei. - Mas ainda não entendi porque disseste que o meu pai foi uma pessoa boa para ti...

- Portanto, eu disse-lhe que ele tinha sido o culpado pela tua fuga e por conseguinte era ele o culpado por eu ter perdido o rumo de vida, por não querer continuar a estudar, por querer desistir de tudo e saí de casa.

- Não foi minha intenção deixar-te assim, Ricardo, pelo contrário. Eu expliquei-te todos os motivos, tu já sabias que mais cedo ou mais tarde isso iria acontecer... O objectivo da carta foi fazer com que seguisses a tua vida e não o inverso. - pousei o copo há muito vazio em cima da mesa de centro e voltei a virar-me para ele. - Fico contente por saber que afinal não desististe de nada...

- Perdi um ano na faculdade... Ficava dias a fio enfiado no meu quarto, música nas alturas, a dormir, a olhar para o vazio, enfim, sem fazer nada - retorquiu - O teu pai soube disso e um dia veio falar comigo. Voltou a dizer que não pedia desculpas por nada, mas que não ia permitir que eu desperdiçasse a minha vida, que se tu tinhas decidido começar a tua vida num outro sítio, sem mim, que o problema era teu e que eu devia fazer o mesmo. Ninguém merece que uma pessoa desista de viver por causa de outra, dizia ele.

- Que é o que a minha faz... fazia...

- Falou isso tantas vezes e de uma forma tão convincente que acabei por acreditar. Mas no fundo nunca deixei de pensar em ti e sabia que um dia acabaria por te ver. Entretanto quase a terminar o curso - que agora estava a terminar no Porto - conheci a Bruna, com quem namorei três anos e estive noivo. O teu pai ajudou-me também a decidir em avançar num relacionamento com ela. Mais tarde, ele, ainda que a custo, contou-me que tu te tinhas casado. Fiquei devastado, mas não o demonstrei a ninguém e foi então que decidi pedir em casamento a Bruna. Ela aceitou, como é evidente. Mais tarde, disse-me que tinha achado muito repentino, mas não ligou. Achou realmente que a amava. Mas não durou, porque ela disse-me que sentira que eu mudara, que não prestava atenção ao que ela me dizia, que me esquecia das coisas que tínhamos combinado. Pensei que ela estava a exagerar, mas depois ela traiu-me  e percebi que nos tínhamos afastado sem nos darmos conta...

- Deve ter sido difícil - disse.

- Acho que foi mais difícil para ela, porque gostava de mim. Eu nunca...

- O tempo voa - interrompi-o, fingindo-me interessada nas horas. Sabia exactamente  aquilo que ele ia dizer e  frontalmente era algo que dispensava. Naquele momento, precisava do amigo  que ele sempre o fora e nunca deixara de ser. - Estou com fome. São quase oito horas. Vou telefonar à Filipa para saber se eles vêm jantar.

 



DESAFIO

Coloquei-vos há tempos o desafio de darem um TÍTULO à nova história que se irá desenvolver nos próximos meses aqui. Ainda não vos dei muita informação, a não ser que as personagens se chamam Rafael e Juliana e que trabalham na mesma empresa. Conforme vou publicando os posts, certamente irão perceber que há muitos segredos para serem revelados...
Além do título, também espero que deixem nos comentários o vosso feedback.
Obrigado
A Gerência

A licença do blog

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.


Rubricas:

Além de uma nova história a decorrer no blog, acompanhem também a nova rubrica do blog 'PERDIDOS E ACHADOS DA VIDA', pequenos textos que incidem sobre... Leiam e descubram...

Pesquisa
 
Contacto
Mail:
contosepontos@sapo.pt
Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14

16
17
18
19
20
22

23
24
26
27
28
29

31


No baú...
2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Citação do dia


Comentários recentes
Olá obrigada por me adiconares. Gostei mto de ler ...
http://asnossaspalavrasperdidas.blogs.sapo.pt/Novo...
Obrigado pelos elogios.Volta sempre!Quanto ao próx...
Há uns tempos que aqui não vinha . . . nem aqui ne...
Muito bonitas as tuas palavras...também sou uma ra...
Posts mais comentados
3 comentários
2 comentários
2 comentários
Eu escrevo para a...

Estou no...

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
blogs SAPO