Os TEXTOS que se seguem são pura FICÇÃO e qualquer semelhança com a REALIDADE é pura coincidência!
Este espaço permite-me dar-vos a conhecer todo o meu entusiasmo pelas palavras.


df @ 19:45

Dom, 06/09/09

Apesar de ter acordado quase às cinco da manhã e ter sentido uma enorme vontade de ir até à varanda e fumar um cigarro, sentia-me ligeiramente mais tranquila. Um quase sentimento de paz percorria o meu corpo.

Fiquei a olhar para o tecto branco, acompanhado por um simples candeeiro cromado de três lâmpadas, numa espécie de forma da letra 's'.

A vida devia ser assim: simples como a decoração de toda aquela casa; simples como a perspectiva que a Filipa e o Mário tinham dela. Trabalhavam, regressavam para os braços um do outro, cuindando do fruto do seu amor, precisamente da forma como se deve tratar um filho.

Um filho... Tinha sido um objectivo que nunca tivera. Talvez o motivo se devesse realmente à experiência que tivera como tal, talvez tivesse receio de não conseguir reagir de forma diferente da do meu pai. Ou então, o instinto maternal ainda não tivesse surgido...

Voltei a adormecer, acordando mais tarde, por volta das nove horas, depois de um sonho que me atormentou. O meu pai, vindo do outro mundo, batia-me com um chicote, afirmando que tinha sido uma desilsão completa e que devia ter ouvido a minha mãe, quando esta dizia que não queria ter filhos.

Seria eu incapaz de seguir em frente?

O Ricardo almoçou connosco na cozinha decorada em tons de vermelho e cinzento.

- Bem, tenho que me ir embora - falou, enquanto tomávamos ambos um café na varanda. - A viagem ainda é longa e eu ainda tenho que preparar umas coisas para as aulas de amanhã.

- Sim, senhor professor - retorquiu.

- Eras assim tão bem educada para os teus professores?

- Que remédio não era? - sorrimos os dois. - Se algum preenchesse algo na caderneta, ia ser sermão e missa cantada, acompanhadas por algo mais, se calhar. - Não sabia como poderia dizer aquilo com um ar tão descontraído. Mas a verdade é que o Ricardo também sempre tivera o condão de fazer sobressair apenas os aspectos positivos de todo aquele longo pesadelo. - Obrigado por teres vindo. Gostei muito da nossa conversa - confessei.

- Sabes que apesar destes anos separados, continuo a fazer tudo por ti. - disse, aproximando-se de mim. - Acho que as adversidades fizeram com que tivessemos algo que poucos podem dizer que têm: uma amizade forte, que durará para todo o sempre.

- Estás cada vez mais lamechas - brinquei, tentando aliviar aquela tensão.

- Sim, talvez... Ainda bem que vim. Também acho que passámos um bom bocado. Acompanhas-me até à porta?

Anuí e dirigimo-nos para o corredor.

- Quando regressas? - perguntou.

- Talvez depois de amanhã já vá trabalhar, por isso amanhã à noite já devo estar em casa.

- Podemos combinar alguma coisa, que dizes?

- Sim. Podemos jantar, mas depois eu ligo-te.

Aproximou-se de mim mais uma vez. Bem perto depositou-me um beijo na testa, em sinal de todo o respeito que tinha por mim e beijou-me ao de leve nos lábios.

- Depois vemo-nos, não é?

- Sim. Boa viagem!



DESAFIO

Coloquei-vos há tempos o desafio de darem um TÍTULO à nova história que se irá desenvolver nos próximos meses aqui. Ainda não vos dei muita informação, a não ser que as personagens se chamam Rafael e Juliana e que trabalham na mesma empresa. Conforme vou publicando os posts, certamente irão perceber que há muitos segredos para serem revelados...
Além do título, também espero que deixem nos comentários o vosso feedback.
Obrigado
A Gerência

A licença do blog

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.


Rubricas:

Além de uma nova história a decorrer no blog, acompanhem também a nova rubrica do blog 'PERDIDOS E ACHADOS DA VIDA', pequenos textos que incidem sobre... Leiam e descubram...

Pesquisa
 
Contacto
Mail:
contosepontos@sapo.pt
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11

13
14
15
16
18
19

20
21
22
23
24
26

27
28
29


No baú...
2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Citação do dia


Comentários recentes
Olá obrigada por me adiconares. Gostei mto de ler ...
http://asnossaspalavrasperdidas.blogs.sapo.pt/Novo...
Obrigado pelos elogios.Volta sempre!Quanto ao próx...
Há uns tempos que aqui não vinha . . . nem aqui ne...
Muito bonitas as tuas palavras...também sou uma ra...
Posts mais comentados
3 comentários
2 comentários
2 comentários
Eu escrevo para a...

Estou no...

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
blogs SAPO