Os TEXTOS que se seguem são pura FICÇÃO e qualquer semelhança com a REALIDADE é pura coincidência!
Este espaço permite-me dar-vos a conhecer todo o meu entusiasmo pelas palavras.


df @ 18:53

Dom, 06/12/09

'Antes de mais, se o doutor João está a ler este texto, é porque a constatação é óbvia: morri. Tenho problemas de coração, que só tendem a piorar, por isso...

Bem, mas vamos ao que interessa.

Ao Ricardo deixo uma quantia substancial em dinheiro, que estará no final do testamento a quantia exacta. Este montante será para ele e para a sua família. O Ricardo mostrou ser um homem com bastante potencial, com vontade de lutar por aquilo em que acreditava e acredita. Não entendi isso no devido tempo, mas tentei nos últimos anos recuperar esse tempo perdido. Por outro lado, sei que teve uma importância muito grande na vida da minha filha, especialmente naqueles momentos em que ela achou que fui injusto com ela. Toda a arrogância e egoísmo foi-se dissipando à medida que nos fomos conhecendo. A minha mulher não o soube, mas encontrávamo-nos e falávamos imenso sobre o que se passou e o que se passava. O facto da minha filha ter fugido abriu-me os olhos para duas coisas: que afinal o amor que o Ricardo sentia por ela, não era simplesmente algo de adolescente, mas sim um sentimento verdadeiro e profundo e que a Diana fugiu porque algo estava realmente errado.

Não peço desculpa por nada do que fiz, pois o fiz convicto de que estava a educá-la da melhor forma, dentro dos meus princípios morais. Ela não terá entendido que só queria o melhor para ela e que estava a prepará-la para a vida.

Dito isto, passo para o que deixo à minha filha.

Não me consegui aproximar dela desde que regressou, porque ela não quis e como já disse antes, consigo compreendê-la. Mas com esse objectivo em mente, comprei um apartamento no centro de Gaia para ela. Está todo mobilado e preparado para ela se mudar para lá, com o marido ou com outra pessoa que ela ache que a fará feliz...'

- Isto é ridículo! - exclamei.

- Diana! - retorquiu o Ricardo. - Deixa-o terminar.

- Sim, menina, já lhe pedi para não me fazer perder tempo! Vou continuar então.

'A única coisa que desejo para a minha filha é que ela seja realmente feliz. Se, ao que parece, não consegui fazer com que ela se sentisse bem nesta casa e com os pais, espero que a atitude que tomou a tenha feito agora uma mulher. Uma mulher com um M bem grande. Além disto, quero acrescentar que apesar de ter ficado bastante ressentido com o facto de nos ter roubado e de nos ter mentido durante o último ano que esteve connosco, isso foi tudo perdoado e esquecido. Além da casa, deixo-lhe também uma pequena quantia em dinheiro, na esperança que o seu negócio avance mais um passo.

Por último, a minha esposa. À minha esposa, deixo esta casa e todo o seu conteúdo, onde sempre vivemos, onde construímos a nossa vida e criámos a nossa filha. Espero que continue a ser feliz aqui como sempre aparentou ser. Cometemos muitos erros em relação aos outros e as nós, mas tentámos sempre ultrapassá-los. Quero que fique nesta casa, que aquando a sua morte, passará para a Diana. Além disto, deixo-lhe também uma quantia em dinheiro para poder gozar a vida que lhe resta. Quero que faça as viagens que sempre quis fazer e que, por um motivo ou por outro, não estive disposto a isso.

E é isto. Qualquer dúvida que tenham, tenho a certeza que o doutro João estará disponível para os esclarecer.

Adeus!'

- Mas o que é isto? - reagiu a minha mãe.

 



DESAFIO

Coloquei-vos há tempos o desafio de darem um TÍTULO à nova história que se irá desenvolver nos próximos meses aqui. Ainda não vos dei muita informação, a não ser que as personagens se chamam Rafael e Juliana e que trabalham na mesma empresa. Conforme vou publicando os posts, certamente irão perceber que há muitos segredos para serem revelados...
Além do título, também espero que deixem nos comentários o vosso feedback.
Obrigado
A Gerência

A licença do blog

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.


Rubricas:

Além de uma nova história a decorrer no blog, acompanhem também a nova rubrica do blog 'PERDIDOS E ACHADOS DA VIDA', pequenos textos que incidem sobre... Leiam e descubram...

Pesquisa
 
Contacto
Mail:
contosepontos@sapo.pt
Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16

21
24
25
26

27
29
30
31


No baú...
2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Citação do dia


Comentários recentes
Olá obrigada por me adiconares. Gostei mto de ler ...
http://asnossaspalavrasperdidas.blogs.sapo.pt/Novo...
Obrigado pelos elogios.Volta sempre!Quanto ao próx...
Há uns tempos que aqui não vinha . . . nem aqui ne...
Muito bonitas as tuas palavras...também sou uma ra...
Posts mais comentados
3 comentários
2 comentários
2 comentários
Eu escrevo para a...

Estou no...

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
blogs SAPO