Os TEXTOS que se seguem são pura FICÇÃO e qualquer semelhança com a REALIDADE é pura coincidência!
Este espaço permite-me dar-vos a conhecer todo o meu entusiasmo pelas palavras.


df @ 20:34

Qui, 10/12/09

A campainha da minha casa tocou. Pelo menos foi essa a indicação que o meu cérebro conseguiu transmitir. Era um som abafado.

Tocou novamente.

Demorei a levantar-me e aos tropeções, dirigi-me para a porta, indo contra a mesa de centro e o aparador. Abri-a e não me surpreendi com a presença dele ali.

- Olha quem é ele - disse, rindo-me. Virei-lhe as costas e regressei à sala. Ele veio atrás de mim e eu voltei-me para ele - Vieste aqui reclamar o direito de me insultar e de me bater? - virei-lhe novamente as costas e enquanto me tentava dirigir para o sofá, falei - É que parece que toda a gente tem direito a isso, sem se importar comigo. - Sentei-me e peguei no copo de vinho tinto.

- Estás bêbada! - exclamou.

- O quê?! Só bebi uns copitos, não digas asneiras. És servido?

Bebi de golada o líquido e voltei a encher.

- Está aqui uma garrafa vazia e estás com outra aberta, Diana.

- E agora, paizinho, vais-me bater?

- Não sejas ridícula. Tu vais é beber um café e tomar um banho.

- Que piada! Estás tão engraçado, Ricardo. Não te sabia tão piadético.

Aproximou-se de mim e agarrou-me pelos braços, obrigando-me a acompanhá-lo até à casa-de-banho. Já naquela divisão começou a despir-me.

- Tresandas a álcool e ainda dizes que não estás bêbada?

- Pára! - exigi, mas sem ser muito convincente. Não conseguia ter qualquer controlo dos meus actos.

- Não sei porquê que estás a fazer isto, mas vais tomar um banho e depois vais-te deitar.

- Já que vais fazer isto - disse, apontando para o facto de ele me estar a tirar as calças - não te queres juntar ali comigo na banheira? Vamos fazer o amor - não conseguia parar de me rir dele.

- Pára de dizer disparates, Diana.

Depois daquilo não me lembrava de mais nada, a não ser acordar, despida, debaixo dos meus lençóis na minha cama.

 



DESAFIO

Coloquei-vos há tempos o desafio de darem um TÍTULO à nova história que se irá desenvolver nos próximos meses aqui. Ainda não vos dei muita informação, a não ser que as personagens se chamam Rafael e Juliana e que trabalham na mesma empresa. Conforme vou publicando os posts, certamente irão perceber que há muitos segredos para serem revelados...
Além do título, também espero que deixem nos comentários o vosso feedback.
Obrigado
A Gerência

A licença do blog

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.


Rubricas:

Além de uma nova história a decorrer no blog, acompanhem também a nova rubrica do blog 'PERDIDOS E ACHADOS DA VIDA', pequenos textos que incidem sobre... Leiam e descubram...

Pesquisa
 
Contacto
Mail:
contosepontos@sapo.pt
Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16

21
24
25
26

27
29
30
31


No baú...
2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Citação do dia


Comentários recentes
Olá obrigada por me adiconares. Gostei mto de ler ...
http://asnossaspalavrasperdidas.blogs.sapo.pt/Novo...
Obrigado pelos elogios.Volta sempre!Quanto ao próx...
Há uns tempos que aqui não vinha . . . nem aqui ne...
Muito bonitas as tuas palavras...também sou uma ra...
Posts mais comentados
3 comentários
2 comentários
2 comentários
Eu escrevo para a...

Estou no...

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
blogs SAPO